Ad imageAd image

Liga Portuguesa: Sporting mais perto do título

Celestino
3 Min Read

O Sporting está bem posicionado para sagrar-se campeão nacional, mas, nesta altura, existem três equipas que ainda têm possibilidades de chegar ao título: além dos leões, também o Benfica e o FC Porto estão na corrida

Os leões lideram com 74 pontos, mais quatro do que os encarnados, que seguem na segunda posição. Dragões e Sp. Braga têm ambos 59 pontos, ou seja, estão a 15 do líder.

A juntar a isto, a equipa de Ruben Amorim tem menos um jogo realizado, mas vai acertar o calendário já esta terça-feira, com a visita ao Famalicão, um jogo correspondente à 20.ª jornada que tinha sido adiado devido aos protestos da polícia, em caso de vitória nesse jogo em atraso, além de aumentar a vantagem face ao Benfica para sete pontos, o Sporting vai deixar o FC Porto e o Sp. Braga a 18 pontos. Desta forma, os portistas ficariam desde já arredados da possibilidade de serem campeões. Basta mesmo o empate ao Sporting no Minho para que o FC Porto fique sem aspirações de chegar ao título. O Sp. Braga, de resto, já não tem hipóteses de ser campeão.

Os bracarenses têm cinco jornadas por realizar, com 15 pontos em disputa: mesmo se vencessem todos os jogos, iriam igualar a pontuação do Sporting, mas ficariam em desvantagem no confronto directo, após o empate em Braga (1-1) e a derrota em Alvalade (5-0).

Sem contar com deslizes dos adversários directos, o Sporting precisa de quatro vitórias em seis jogos para tornar-se campeão. Para ambicionar o título, o Benfica tem de esperar que a equipa de Ruben Amorim, no mínimo, perca em duas jornadas e empate outra (e os encarnados vençam essas três), o que possibilitaria à equipa de Roger Schmidt passar para a liderança do campeonato.

Se o Sporting perder um jogo e empatar outros dois e o Benfica vencer esses três jogos, as duas equipas ficariam em igualdade pontual. Com o confronto directo igualado, depois da vitória do Benfica na Luz por 2-1 e do triunfo leonino em Alvalade pelo mesmo resultado, entraria em cena o critério da “maior diferença entre o número dos golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes nos jogos realizados em toda a competição”. Critério esse que, por esta altura, é claramente favorável aos leões, que têm uma diferença de golos fixada em 56 contra 42 dos encarnados.

Share This Article
Leave a comment