Ad image

Arrancou a segunda fase da campanha nacional de vacinação

Isaías Raposo
5 Min Read

A segunda fase da campanha de vacinação contra a poliomielite terá a duração de três dias. A actividade começou sexta-feira e prevê vacinar mais de três milhões de crianças, menores de 5 anos, numa altura em que foi diagnosticada uma nova variante do vírus.

O secretário de Estado para Saúde Pública, Carlos Alberto Pinto de Sousa, disse, ontem, em Luanda, que esta segunda fase, realizada apenas em 11 províncias, serve para cortar a circulação de transmissão do vírus.

Zaire

A província do Zaire prevê imunizar contra a poliomielite 128.619 crianças menores de cinco anos, durante a segunda fase da campanha, que decorre até amanhã, avançou, ontem, o director do Gabinete Provincial da Saúde.

- PUB -

João Bernardo disse que para o êxito se espera a participação de todos, em particular, das autoridades religiosas e tradicionais, na sensibilização e mobilização dos pais. Para o efeito, referiu, 202 equipas de vacinação, compostas por 1.066 elementos, entre mobilizadores, vacinadores e registadores.

A sensibilização, realçou, está a ser feita por 804 mobilizadores urbanos e rurais, pelo facto de na província ainda existirem famílias que se recusam a dar a vacina aos filhos, devido a crenças.

Moxico

Um total de 120 mil crianças, menores de cinco anos, vão ser imunizadas contra a poliomielite nesta segunda fase nos municípios do Alto Zambeze, Luau, Luacano e Moxico. O chefe do Departamento da Saúde Pública do Gabinete Provincial de Saúde do Moxico, Fernando Decasse, afirmou, ontem, que a escolha dos quatro municípios deve-se ao facto de estarem localizados próximos das fronteiras com a República Democrática do Congo e da Zâmbia.

Huambo

- PUB -
Ad image

A Direcção de Saúde do Huambo tem a previsão de vacinar 547.978 crianças durante a campanha de imunização, que decorre em todos os municípios da província. O acto de lançamento aconteceu, ontem, no município do Bailundo, onde o vice-governador Angelino Elavoco sublinhou que o Executivo angolano está empenhado em imunizar todas as crianças.

O chefe do Departamento Provincial da Saúde Pública do Gabinete Provincial da Saúde, Valentim Catolo, disse que a vacinação, para além de ser porta-a-porta, vai incluir, também, a montagem de postos fixos.

A assessora nacional da Organização Mundial de Saúde, Fernanda Alves, adiantou que a acção está enquadrada no compromisso de erradicação da poliomielite em Angola, tendo reafirmado o compromisso das agências das Nações Unidas em continuar a apoiar o país neste desafio.

- PUB -
Ad image

Lobito

O município de Lobito prevê vacinar mais de 90 mil crianças contra a poliomielite, disse, ontem, o supervisor do Programa Nacional de Vacinação, Sérgio Faria, que apelou, ainda, para uma maior adesão ao processo.

A poliomielite, referiu, é uma doença contagiosa que, em casos graves, causa paralisia aos membros inferiores. “A vacinação é a única forma de prevenção. Por isso, todas as crianças menores de cinco anos devem ser imunizadas”.

Benguela

Duzentas e 70 mil crianças vão ser vacinadas, até amanhã, durante a segunda fase da vacinação contra a poliomielite, em Benguela, que tem como foco principal os quatro municípios do litoral, designadamente Benguela, Lobito, Baía Farta e Catumbela.

A vice-governadora para o Sector Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, que procedeu ao lançamento da campanha, garantiu terem todas as condições criadas para o sucesso.

Em nome da OMS, Joana Admira disse que todas as crianças abrangidas devem ser vacinadas, mesmo que já o tenham sido na campanha do ano passado ou mesmo que estejam doentes.

Cuanza-Sul

A província do Cuanza-Sul prevê vacinar um total de 123.994 crianças na segunda ronda da campanha de vacinação, que decorre nos municípios do Sumbe, Porto-Amboim e Cassongue, informou, ontem, a chefe do departamento de Saúde Pública, Tatiana Lunga.

Para esta edição, garantiu, a província do Cuanza-Sul recebeu um total de 178.380 vacinas.

Share This Article
Leave a comment