Ad imageAd image

Associação Angolana de Teatro vai ter sede de raiz

Isaías Raposo
3 Min Read

A primeira pedra para a construção da sede multifuncional da Associação Angolana de Teatro (AAT), localizada na Camama, vai ser lançada, no segundo trimestre do corrente ano, e marcará, desta forma, o início das obras daquela instituição cultural.

De acordo com o secretário-geral da AAT, Simão Paulino, em declarações, ontem, ao Jornal de Angola, com a futura instituição, que provisoriamente está a funcionar num escritório, na Vila Alice, no Rangel, vão ser criadas as condições para o desempenho das actividades administrativas com maior dignidade e abre-se um novo cenário, em particular, para as artes cénicas, e no geral, para outras disciplinas artísticas.

A sede, disse, vai ser projectada no sentido de ser multifuncional com várias áreas de serviço. Além disso, continuou, a instituição terá a área administrativa e de suporte, salas de espectáculo de teatro, espaços de exposição e demais eventos, sector de formação artística, refeitório, estabelecimentos comerciais e área técnica, para a dignificação das suas respectivas produções.

Os desafios emergentes e a importância de se explorar outros cenários para produção de actividades culturais, incluindo a promoção das artes cénicas nas zonas distantes do centro de Luanda, segundo Simão Paulino, têm sido um dos focos do programa de acção da nova Comissão Directiva da Associação Angolana de Teatro (AAT), para os próximos quatro anos.

Quanto ao financiamento para a construção da sede para o desenvolvimento dos projectos artísticos de interesse individual ou colectivo, explicou, vai ser utilizada a Lei do Mecenato envolvendo as empresas públicas e privadas para o efeito.

O secretário-geral informou que no dia 9 do corrente mês, realizou-se, no Auditório da Escola Njinga Mbande, a primeira Assembleia-Geral Ordinária da AAT, sob orientação do presidente da Mesa da Assembleia.

Foram definidos seis pontos da ordem de trabalho da Assembleia “mas sem capacidade de deliberar, passando a responsabilidade para a segunda chamada da primeira Assembleia-Geral Ordinária que vai acontecerá no Huambo, dia 30 do mês em curso, no âmbito da Jornada Nacional de Teatro a ser promovida de 27 a 31”.

Foram discutidos a proposta do plano anual e respectivo orçamento, as jóias e quotas e a proposta do Dia Nacional de Teatro.

O ponto do Estatuto Orgânico ficou para ser apresentado e discutido na segunda chamada da primeira Assembleia-Geral Ordinária. Por outro lado, os associados ofereceram-se a fazer o projecto da sede, a auxiliar com material de construção, a disponibilizar um encarregado de obras, ficando as despesas sob a responsabilidade da Associação Angolana de Teatro que irá encontrar parceiros para a execução efectiva da obra.

Share This Article
Leave a comment