Ad imageAd image

EPAL interrompe fornecimento de água a diversas zonas da cidade de Luanda devido à desconexão de uma conduta

Isaías Raposo
2 Min Read

A desconexão ocorrida nesta quarta-feira, 27 de Março, numa conduta da Estação de Luanda Sudeste deixou grande parte da capital angolana privada do abastecimento de água.

Segundo o comunicado da Empresa Pública de Águas, EPAL EP, citado pela Angop, as zonas a desconexão ocorreu quando os técnicos da OMATAPALO realizava trabalhos de drenagem nas vias pluviais.

“A Empresa Pública de Águas, EPAL-EP, comunica aos estimados clientes e público em geral, que por volta das 06 horas do dia 27 de Março do corrente ano, registou-se um desacoplamento da conduta de diâmetro nominal 1000 milímetros provenientes da Estação de Tratamento de Água Luanda Sudeste que aduz água para os Centros de Distribuição da Sapú, Camana e Benfica 2, localizada na Avenida Fidel de Castro Ruz, provocada pela empresa OMATAPALO enquanto realizava trabalhos de drenagem das vias pluviais”, refere o documento.

O referido comunicado referencia ainda as zonas afectadas directamente pelo corte e pede a compreensão de todos os seus clientes.

“Como consequência desta ocorrência grande parte da província de Luanda está privada do abastecimento de água, concretamente as seguintes zonas: Residencial Camama (Condomínios Austin e Jardim de Rosas), Jardim do Éden, Progresso, Camama, Simeone 1 e 2, Nzinga Mbandi, 4 de Abril, Angola Jovem, Soba Capassa, Maria Eugénia Neto, 28 de Agosto, Patriota, Kifica, Benfica, Sapú e arredores. A EPAL-EP solicita a compreensão dos seus clientes das zonas afectadas pelos transtornos causados e informa que a equipa técnica já se encontra no local da ocorrência para normalização do abastecimento de água o mais breve possível”, frisou.

Share This Article
Leave a comment