Ad imageAd image

Preço do petróleo Brent sobe para os níveis de Novembro

Isaías Raposo
3 Min Read

O preço do petróleo Brent, a principal referência na Europa, subiu hoje ao mesmo nível do início de Novembro passado, para cerca de 86 dólares por barril, segundo dados do mercado.

O barril de Brent para entrega em Maio estava a cotar-se ontem (às 12:30 hora de Luanda) a 85,78 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 0,52% que na sexta-feira e depois de ter chegado a ser transaccionado a 86,29 dólares.

O barril de petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI), o mais utilizado no mercado norte-americano, também atingiu ontem níveis de Novembro, já que foi negociado a 81,58

dólares.

À Lusa, o director executivo da ActivTrades Europe, Ricardo Evangelista, afirmou que “as preocupações com o abastecimento foram exacerbadas no fim de semana, após ataques adicionais às refinarias russas, resultando numa redução estimada de 7% na produção do país”.

“Por outro lado, as previsões da procura foram revistas em alta, apoiadas pelas expectativas de taxas de juro mais baixas nos EUA no primeiro semestre do ano e por uma recuperação económica global”, acrescenta, numa análise à subida do preço do petróleo.

Ricardo Evangelista, segundo a agência de notícias portuguesa, estima que tendo em conta que a Agência Internacional de Energia prevê agora um défice de oferta em 2024, o preço do barril deverá manter-se em alta, com a reunião da Fed desta semana a ocupar o centro das atenções.”Qualquer indicação de um potencial corte nas taxas no primeiro semestre do ano poderá impulsionar ainda mais os preços”, prevê Evangelista.

Quanto ao gás natural Ttf, estava a ser negociado a 28,64 euros por megawatt-hora, mais 4,15% que no final da sessão de sexta-feira.

Esta evolução segue-se à subida de 4% do petróleo Brent na semana passada e à subida de 7% da produção industrial chinesa em Fevereiro último, quando o desemprego chinês aumentou duas décimas de ponto percentual, coincidindo com o Ano Novo. As vendas a retalho na China caíram quase dois pontos para 5,5%.

Share This Article
Leave a comment