Ad imageAd image

Ex-professora doa USD 1 bilhão para pagar faculdade de alunos

Isaías Raposo
3 Min Read

Os alunos da Faculdade de Medicina Albert Einstein, nos Estados Unidos, reagiram com aplausos e choros pela emoção que sentiram ao ouvir o anúncio da doação de 1 bilhão de dólares, feita pela ex-professora Ruth Gottesman. A quantia doada fará com que a instituição ofereça aos estudantes aulas gratuitas perpétuas.

A doação é uma das maiores ações de filantropia já recebidas publicamente por uma instituição educacional nos Estados Unidos. Dessa maneira, a matrícula anual de quase 60 mil dólares da instituição será nula para os estudantes. Segundo a instituição, todos os alunos actuais serão reembolsados pelas mensalidades do semestre da primavera de 2024 e, a partir de Agosto deste ano, os futuros estudantes receberão mensalidades gratuitas.

A escola e o hospital afiliado, o Centro Médico Montefiore, estão localizados no Bronx, que é o distrito mais pobre da cidade de Nova York, onde os índices de saúde estão entre os piores. Os fundos da doação bilionária partiram da fortuna deixada pelo marido da ex-professora, o bilionário investidor do conglomerado empresarial Berkshire Hathaway, David Gottesman, que morreu em Setembro de 2022. Deixando um património estimado em 3 mil milhões de dólares.

A ex-professora da Albert Einstein, Ruth estudou dificuldades de aprendizagem, desenvolveu um teste de triagem e coordenou programas de alfabetização. Chegou em 1968 na instituição como directora de serviços psicoeducacionais e actualmente é a presidente do conselho de curadores da faculdade. Segundo Ruth, quando seu marido morreu, em 2022, ele deixou acções da Berkshire Hathaway para si.

“Faça o que você achar certo com isso”, disse Ruth relembrando mensagem póstuma de David. “Eu queria financiar alunos da Einstein para que recebessem mensalidades gratuitas”, disse. E havia dinheiro suficiente para fazer isso “para sempre”, afirmou ao “The New York Times”

Segundo o jornal americano, o gesto de Gottesman vai na contramão de doações feitas por outros bilionários no passado, que destinam centenas de milhões de dólares para escolas de medicina e hospitais mais conhecidos em Manhattan, o bairro mais rico da cidade.

Share This Article
Leave a comment